segunda-feira, junho 09, 2008

3° dia de FAM: Mucho cine, muito cinema.

Nando Schweitzer, Florianópolis-SC - Ator Não-Global, Diretor Teatral, Cantor, Escritor e Jornalista


Mucho cine, muito cinema, muito vento, muita gente. Assim foi a noite de segunda, 9, no 3° dia de FAM. Pra quem acha que uma segunda é dia morto, esqueça, a efervescência do FAM continua.

Videos, películas em longa e curta metragem das 10h às 22h. E pra quem ache pouco, essa rotina se manterá até sexta feira.

Os destaques da noite que acompanhamos na Mostra de Curtas Mercosul, foram:
- Invitados - Francisco Pedemonte – 6' – Ficção - ARGENTINA
- Saliva - Esmir Filho – 15' – Ficção – SP
- Ele - Alunos da Rede Municipal de Ensino de Vitória – 12' – Animação – ES
- O menino e o Bumba - Patrícia Cornils – 13' – Documentário – SP

O terceiro dia do festival teve na Mostra de Longas do Mercosul a exibição de Matar a Todos, 97'. O Suspense político sobre uma promotora pública uruguaia que investiga o sequestro de um químico chileno que deveria testemunhar contra o governo ditador do general Pinochet. A direção é Estebán Schroeder, e uma co-produção Chile/Argentina/Uruguai, rodado em 2007.

Assista a entrevista com Estebán Schroeder

Crítica fílmica:
MATAR A TODOS, OU A QUASE TODOS.

A película que em seu trailler tem uma vibrante e forte narrativa, é por que não dizer uma propaganda enganosa de Matar a Todos.



O texto e fotografia são bem cuidadas, realmente não perdendo em nada para os "maiores filmes" da temporada ou até mesmo exibidos no FAM. O pecado desta trama é justamente no ritmo que é dado as interpretações, que são lentos e muito fracos.

É aquela história, não estamos falando de não atores, mas sim de atores que são conhecidos além da fronteira de seus países. O erro é claro, é na direção frouxa. O resultado? Uma trama que teria tudo para comover sendo dada ao público como se fora um documentário, ou notícia requentada de meio de jornal.

A platéia presente aplaudiu, mas não ovacionou. Creio que o sono que a película causa pela sua narrativa lenta e um tanto rebuscada causaram esta reação.

Após 20 minutos de filme e o primeiro cochilo, tentei me concentrar na trama que só surge com força lá pelo minuto 70, quase ao final do mesmo. Matar a Todos promete em seu release um suspense, não o encontrei. Claro eu posse ser um imbecil que não entende nada de filmes, diriam os cinéfilos que adoram fingir-se contemplados por filmes de impacto zero. Mas eu como uma criança me arrisco a ser extremamente sincero: Matar a Todos, ou muda o estilo de interpretação se é que ela existe ( Re-filmagem ), ou será um ótimo substituto do "lexontan" para as platéias futuras!



Ver programação do FAM no site:
http://www.fam2008.com.br/index.asp
Ver crítica sobre os filmes do FAM diariamente aqui ou no sítio:
http://www.correiodailha.com.br/lerartigo.php?id=1357&idcolunista=6

3 comentários:

Mário disse...

Olá Fernando, tudo bem? Estive lendo seu blog e assistindo os videos que têm sido disponibilizados no YouTube sobre o FAM aqui em Floripa e só vou te dar um toque: coloque mais informações na identificação dos videos e nas palavras-chave coloque o nome do entrevistado, o nome do filme, do evento, etc... isso facilita as buscas e assim os videos podem ser mais visualizados.
Abraços!

NANDO SCHWEITZER disse...

Ah, obrigado pela atenção e sugestão... em verdade a repórter/câmera que postou os vídeos,

Obrigado... vou reiterar o pedido a ela... no meu orkut eu coloquei uma pouco mais de informações. mas só aparece através do orkut http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=16642373584498131124


Abraços e continue acompanhando as novas postagens sobre o FAM.

Mário disse...

Ok, continuo acompanhando. Que situação chata a do email, hein? Se a garota pelo menos tivesse se dado um pouco mais de respeito, não teria perdido a razão e se exposto ao ridículo. Lamentável...

Bom, hoje encerra o FAM, não? Quero saber como terminou e quem foram os premiados.

Abraços e não se esqueça dos videos!