sexta-feira, junho 19, 2015

TV Digital tira a personagem de Pasquim do armário

 
São tantas as polêmicas de Babilônia, desde a péssima audiência aos casais homossexuais que deveriam penetrar a trama. Mas após o beijinho doce das irmãs Galvão... Digo, Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, o país parou e o caretismo virou marcha em contra a novela global.

Admito que a trama se perdeu, e muito pela opção da emissora de esconder as lésbicas anciãs da trama. E criar fócos fora do previsto peçlo autor. O coxinhismo congênito encaretou Babilônia. De um furor de sexo selvagem ninfomano da protagonista, a cenas nunca vistas como as divas do teatro e cinema, beijando-se à TV, a um gay afetado levando um gringo para cama, sem precisar se prostituir para tal, fomos a uma trama evangélica e sem sal entre Chay gatinho mirrado Suedy e uma feia sem graça.

Ufa. Resumi a angústia pós primeiro capítulo magnifico e resto de primeira semana morno a frio.
Aí esta semana por essa curiosidade mórbida do sinal de aviso do recurso info da TV Digital quis ver o que o Jornal Nacional tinha de conteúdo extra e eis que surge o menu da atração seguinte, Babilônia. Como estratégia de impulsionar a trama de mirrados 20 pontos no Ibope, a emissora carioca adiantou os créditos da novela, antes de sua exibição.

Comecei a fuçar e vi o perfil de Carlos Alberto, o viado enrustido que ia dar uns pegas no mister melanina da favela. Este mesmo que devido a pesquisas internas com público seleto e a pedido do mesmo teve de ser dilacerado e mudado. Antes um homossexual que iria sair do armário por apaixonar-se, agora um pastel sem sal apaixonado pela protagonista mais insuportavel da história do universo, a chata Regina, péssimamente defendida por Camila Pitanga. Quem se apaixonaria pela gritona da Babilônia?

O público mais desatento vai dizer, ela não era gay, e etc... Mas... Mas. Mas? esqueceram de atualizar o conteúdo nos menús da TV Digital. Pá! Abaixo a prova. Colocaram o Pasquim no armário porque as pesquisas apontavam que as chatas donas de casa não gostariam de ver o Pasquim pegando macho na TV...

2 comentários:

sei la disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Laura Cachorra disse...

Shenty, que dádiva de post. aloka

Babimerda é o maior lixo da história da dramaturgia mundial. Consegue superar de longe coisas como Pequena Travessa (SBesTeira) e Os Mutantes (Recópia).

Reshata é insuportável, mas Terezão Pauzãotelli, Aderbanus, Koostela, Carneirinho UO, Sérgio Mallandro são igualmente insuportáveis. Além dos ridículos Cuto e Marcos Veras com seu núcleo de humor sem graças ao lado de Laerte e aquele fiapo subnutrido.

Ricardo Linhares e João Ximenes Braga merecem chafurdar na merda mais fedida por terem cometido esse lixo em forma de novela. 20 pontos é muito para essa podridão.

Beijas!